"Te conto um conto" - Ana Mel




Que saco!! Será que seria muito difícil para o universo me dar uma mãozinha só hoje?!
Há um ano me preparo para esta noite, a grande noite em que minha agência de publicidade poderá ganhar a conta de uma das maiores empresas de e-commerce do Brasil.  Trabalhei duro durante 12 meses inteiros, sem horários de almoço, happy hours, festa em família, nada. E ainda nesse intervalo, fui abandonada, humilhada e levada ao fundo do poço pelo Cadu, com quem namorava desde a faculdade. Além de me deixar de coração partido, ele levou meu projeto, ou seja, precisei remendar meu coração e começar do zero, pois não poderia apresentar o mesmo projeto na grande noite.
Muitos podem dizer, e dizem, caramba Isa você não quis matar o Cadu? Depois de 6 anos juntos? Sim eu quis, e imaginei 1000 maneiras diferentes de fazer isso, porém uma coisa que aprendi nisso tudo é que o único jeito de atingi-lo honrosamente e em cheio, seria ganhar a conta, porque nada mais o deixa louco do que perder profissionalmente.
E aqui estou eu, lutando com unhas (roídas) e dentes para ganhar essa e esfregar na cara dele. Essa conta significa a ascensão da minha empresa, muito dinheiro na conta, e a possibilidade de olhar nos olhos do Cadu e dizer “perdeu playboy” com estilo.
Mas para que isso tudo aconteça eu tenho que chegar no horário para a apresentação.  E estou começando a achar que o Cadu fez um vudu para mim, pois desde a parte da manhã tudo o que não poderia acontecer aconteceu. Meu computador deu pau, o pen drive com o projeto foi comido pelo meu cachorro, precisei leva-lo ao veterinário para tomar um laxante e devolver o que pegou sem permissão. Precisei levar o Duque (meu cachorro) para o escritório, o qual foi forrado de jornal, e esperar o milagre acontecer, e é claro procurar em meio ao cocô fedorento e levemente amolecido meu pen drive no formato de Harry Potter.
Após a sessão de desinfecção, consegui abrir o projeto para fazer os retoques finais e deixa-lo prontinho para a apresentação.  Minha amiga fiel, a Claudia, ficou responsável por cuidar do Duque e me ajudar com o look, pois queria arrasar no evento. Chegar deslumbrante e linda e ainda por cima exalar a segurança e o poder de alguém digno de ganhar a conta.
Mas é claro que me atrasei, chamei um taxi para evitar ficar mais nervosa e tensa no volante. Só que justo hoje, o país decidiu manifestar e reivindicar nas ruas, e o caos tomou conta. Estou linda, com tudo pronto, mas presa no engarrafamento.
O único jeito é arregaçar as mangas, tirar o salto e ir a pé.
- Senhor, vou ficar por aqui mesmo, tenho uma reunião muito importante e não posso me atrasar , quanto lhe devo?
-Cinquenta reais - disse ele com toda a naturalidade do mundo
-O que? Cinquenta paus, mas eu nem sai do quarteirão praticamente- espero que toda a minha indignação tenha ficado muito clara
-É moça, mas estou preso na manifestação e agora não vou conseguir fazer mais nenhuma corrida.
-E a culpa é minha?- Ele somente me olhou pelo retrovisor, com um olhar inquisidor. Melhor eu pagar e dar o fora daqui.
Saltei do veículo, tirei os saltos, prendi meus cabelos lindos e escovados, e guardei no fundo a vontade de chorar que queria vir à tona. Agora não é a hora, não depois de tudo o que passei para chegar esse dia.
Nesses momentos que notamos as imperfeições da cidade, meus pés estão em frangalhos, terei que lavar com cloro para limpar.
Durante todo o trajeto, fui passando a apresentação na cabeça, e imaginado meu triunfo, afinal pensamentos positivos atraem coisas boas, pelo menos foi o que minha mãe sempre me ensinou.
Quando cheguei em frente ao edifício, recoloquei os saltos e soltei os cabelos. Teria que dar uma passada rápida no banheiro para retocar a maquiagem e secar as axilas que estavam transbordando feito às cataratas. Que saco!!!!!!
Entrei no banheiro rapidamente, parei em frente ao espelho e comecei o processo para recuperar a dignidade feminina.
- Eu vou conseguir, eu vou conseguir, eu vou conseguir....
Quando estava repassando o rímel, olhei para o reflexo que estava atrás de mim, me olhando com muito interesse e curiosidade e acabei borrando meu olho.
-Oi. Tudo bem?- Ele me perguntou com receio
-Digamos que poderia estar melhor- respondi ainda olhado para o reflexo
-Noite difícil? – disse ele com cautela
-Deu para notar? – nesse momento eu me virei e vi que estava de frente com um anjo lindo, só poderia. Nunca vi tanta beleza em um homem.
-Deu sim, somente em uma noite difícil uma mulher entraria no banheiro masculino para retocar a maquiagem.
Ai que droga! Alô universo, será que dá para aliviar para o meu lado, por favor!
-Me desculpe, não reparei, entrei com tanta pressa que não vi que era o banheiro masculino.
Olhei ao redor e vi que estava mesmo em outro mundo quando entrei, pois o local era cheio de mictórios, o que nunca havia visto em banheiros femininos. Que vergonha!
-Acho que não estava muito atenta né?! Desculpa, já vou sair.
-Imagine, não se preocupe, se quiser faço companhia até terminar de se arrumar, afinal, no banheiro feminino garanto que você terá que disputar um espaço frente ao espelho.
Nossa além de lindo e simpático é atencioso.
-Muito obrigada, estou quase acabando, só preciso corrigir o rímel e pronto.
Terminei, dei aquela última conferida, e pronto.
-Pronto. Muito obrigada, você salvou minha vida. Hoje é um dia muito importante para mim, não costumo ser tão perdida, mas minha sorte tem me dado alguns foras ultimamente. Sou Isabela afinal. Estendi minhas mãos, morrendo de medo de entregar a mancha de suor que certamente marcava minha camisa branca.
-Muito prazer Isabela, sou o Rafael.
-Prazer Rafael, você veio para a apresentação da e-commerce?
-Sim, não me diga que você também? – o olhar dele ficou ainda mais curioso e os olhos cinza pareciam sondar meu interior, senti um leve arrepio na barriga com isso.
-Eu vou apresentar um projeto, estou tentando ganhar a conta para a minha empresa de publicidade, mas é que não foi fácil chegar até aqui. Isso significa muito para mim.
-Boa sorte então. Tenho certeza que se sairá muito bem.
-Obrigada.
Saímos do banheiro, e não pude evitar em dar uma leve olhada nele, por inteiro. Alto, ombros largos e fortes, uma postura de tirar o fôlego. Cabelos castanhos escuros, olhos cinza, boca carnuda e convidativa, uma combinação perigosa em um homem.
O deus grego serviu para desviar meus pensamentos por alguns instantes, o que me acalmou um pouco. Mas ao chegar na recepção e dar de cara com o Cadu, toda a insegurança, vergonha, e medo me tomaram de maneira arrebatadora.  Preciso controlar minha respiração ou colocarei tudo por agua a baixo, e não posso dar esse gostinho para ele.
-Oi Isa como você está? – filho da mãe, como eu estou?
-Oi Carlos Eduardo, tudo bem? Eu estou ótima, melhor impossível - o olhar dele foi um misto de “me conta outra” e “é só fazer assim que eu volto”, que raiva.
Sentei no local determinado, e comecei a arrumar minhas coisas. Preciso recuperar minha confiança.
O gerente da empresa entrou na sala para dar início à reunião. A primeira apresentação será a do Cadu, o que fará a  minha ansiedade ganhar proporções monstruosas.
-Antes de começarmos quero apresentar o CEO e proprietário da e-commerce e quem irá decidir pelo ganhador na noite de hoje. Senhor Rafael Vasquez
Opa, o que o Rafael do banheiro está fazendo aqui?  Não acredito nisso, ele é o dono da empresa? Estou definitivamente acabada. Nesse momento ele olhou pela sala de reunião em um cumprimento generalizado e seu olhar caiu sobre mim. Todo o sangue do meu corpo foi para o rosto, minha respiração ficou presa e tudo o que eu queria era sair correndo.
-Então daremos início ás apresentações, espero encontrar hoje o que procuro – disse ele com a postura de um verdadeiro Lord.
A apresentação do “cara de pau” do Cadu foi muito boa, ele manteve toda a minha ideia original e ainda por cima todos os detalhes do projeto que só ele sabia. Como fui burra, agora preciso ganhar de mim mesma.
Respirei fundo, peguei minhas anotações e meu pen drive e me desloquei até a frente para dar inicio a apresentação da minha vida. Pude ver pelo canto de olho que o Cadu tinha aquele sorriso irônico que eu conheço muito bem nos lábios, para ele está certo quem vai sair vitorioso hoje.
Não tive coragem de olhar para o Rafael, preciso me concentrar, e aqueles olhos cinzas não vão me ajudar agora.
Universo, esteja à meu favor, só hoje, eu imploro!
Não posso perder tudo pelo que batalhei na vida, essa é a minha oportunidade. Reuni minha força, pensei em tudo o que já passei na vida e dei início a minha apresentação, com muito amor, foco e determinação.
Depois de uma eternidade resumida em 15 minutos, os responsáveis pela empresa e-commerce, incluindo claro, o Rafael, se retiraram para conversar antes do veredicto.
-Muito boa sua apresentação Isa, projeto lega l- disse Cadu, o ladrão de corações e projetos alheios
-Obrigada Cadu, o seu estava muito bom também, ótima a sua ideia. – fiz questão de dar aquela envergada na sobrancelha que ele tanto odeia, só para enfatizar o momento. Deu certo, porque ele rapidinho desviou o olhar e passou a conversar com seu novo sócio.
O tempo de espera foi torturante, imaginei todos os desfechos possíveis, e em todos eu chorava, por motivos diferentes. Mas independente do final, não posso dar esse gostinho ao Cadu, prometi para mim mesma que ele não veria mais nenhuma lágrima minha.
Nesse momento Rafael e seus conselheiros voltaram para a sala, chegou a hora da verdade, não dá mais para escapar.
-Senhores. Fiquei muito satisfeito com o que vi essa noite, ambos os projetos são maravilhosos, muito inovadores e vão de encontro à identidade da minha empresa. Mas eu busco além de um projeto, busco paixão, comprometimento e vontade. E um projeto se destacou nesses quesitos.
O suspense é horrível, não lembro o que tenho que fazer para piscar e respirar.  Acabe com esse martírio logo, por favor!
-É com muita satisfação que comunico que a agencia que será responsável pela conta é a Imaginarium  da senhorita Isabela Nunes . Parabéns Isabela, sua apresentação foi maravilhosa.

Nossa, acho que todas as emoções do mundo estão sobre mim agora, não sei o que dizer e o que fazer. Sinto meus olhos marejados, e embora queira muito chorar, acredito que não seja muito profissional agora, além do que meu rímel não é a prova d’água e não quero ficar como um panda na noite da minha vida.
-Muito obrigada senhor Rafael, trabalhei duro nesse projeto e lhe garanto que faremos uma ótima parceria - aqueles olhos lindos me pegaram em cheio
-Conto com isso Isabela- o CEO deu lugar ao rapaz simpático e atencioso que conheci no banheiro, eu sorri como se tirasse uma montanha das costas.
O Cadu e seu sócio saíram da sala sem nem olhar para traz, eu bem que queria esfregar na cara dele, mas pensando bem, acho que não será necessário, pois ele viu que mesmo tendo roubado o meu projeto, não tinha o amor necessário por ele, e essa era a diferença.
Voltei para o meu lugar, tenho que arrumar minhas coisas, ligar para a minha mãe e para a Claudia e contar tudo, estou muito feliz.
-Isabela gostei muito do seu projeto, queria conversar mais sobre ele.
Não tinha notado a aproximação do Rafael, o que não é muito fácil tratando de um deus grego.
-Claro senhor Rafael, gostaria de marcar uma reunião amanhã? – ai caramba, os olhos cinza estavam me olhando profundamente.
-Se não se importar, gostaria que me chamasse só de Rafael, senhor Rafael é o meu pai- notei um certo constrangimento nele, o que o deixou mais lindo ainda.
-Claro. Rafael então.
Senti um leve rubor tomar conta do meu rosto, seria interessante trabalhar com ele.
-Então Isabela..- já que é assim preciso definir algumas coisas também.
-Só Isa, por favor, vamos entrar nesse acordo, pode ser?
Ele sorriu, e a combinação de dentes perfeitos, e olhos cinza são de parar o transito.
-Acordo feito Isa. Então quer tomar alguma coisa? Podemos conversar mais sobre o projeto, o que acha?
-Agora? –acho que meu espanto deixou minha voz um tom mais alta
-Se você não tiver um compromisso, claro não quero atrapalhar a sua noite.
Atrapalhar a minha noite?! Impossível
-Não tenho nada importante para fazer essa noite, podemos tomar alguma coisa sim.
- O que prefere? um café ou um vinho?
O que diria de um banho? Meu Deus tenho que afastar esse pensamento o quanto antes, ele agora é meu chefe.
-Aceito um vinho, preciso mesmo relaxar um pouco.
-Ótimo, porque eu também.  Tenho certeza que faremos uma parceria perfeita. – Isso soou coo um leve flerte, achei delicioso.
E como um cavalheiro, me ofereceu o braço como apoio e me levou em direção ao seu carro. Finalmente o Universo estava me dando àquela mãozinha, e eu não poderia pedir mais, pois tinha ganhado a conta, estava saindo para tomar um vinho com um homem lindo e gentil e na saída pude ver que o Cadu olhava embasbacado para o meu braço entrelaçado ao do Rafael. A expressão dele me fez ganhar a noite mais uma vez, eu finalmente tinha esfregado meu sucesso, e com estilo na cara dele.
Algo me diz que essa parceria vai ser realmente maravilhosa.










Quado a noite Cai, Esplendor da Honra e À procura de alguém, combinações perfeitas para um leitor ávido!

Olá pessoal 

Fiquei fora por um tempo, mas hoje trago as resenhas de três livros maravilhosos. Romances de tirar o fôlego, do tipo que não dá para parar de ler até chegar o fim.  



Quando a noite cai, super lançamento da Carina Rissi e que está esplêndido. Além de um romance arrebatador, traz também um mistério, que faz com que o leitor imagine diferentes explicações para o que acontece na história. 
Briana, uma jovem brasileira que tem um "talento" nada agradável, é muto azarada, portadora de uma má sorte que a afasta dos empregos e a coloca em grandes encrencas. Desde seu aniversário de 18 anos que Briana tem sonhos estranhos, onde ela é uma princesa Irlandesa que se apaixona por um lindo guerreiro. O sonho é muito forte e intenso e ela acaba nutrindo um amor por Lorcan o guerreiro irlandes. 
Após uma demissão devido a sua má sorte atrapalhada, ela consegue com a ajuda de sua irmã uma entrevista importante e que seria uma grande esperança para ajudar em casa. 
Mas a sorte e Briana são inimigas ferrenhas, e ainda na sala de espera um acidente entre ela e o bebodouro coloca tudo por "água a baixo". Ao sair do prédio ela sofre um atropelamento, que mais parece que ela atropelou o carro, e quando o motorista, preocupado, vem em seu auxílio, ela acha que está dormindo e foi levada a um de seus sonhos, pois seu guerreiro Lorcan está ali na frente dela. 
O motorista é Gael e leva Briana até um médico para verificar se está tudo bem com ela. Em meio a conversas ele pergunta o que ela estava fazendo no prédio, e ela conta sua tentativa desastrosa de conseguir um emprego. Talvez a má sorte nesse momento tenha dado uma trégua pois Gael é o dono da empresa e decide contrata-la como assistente, e é aí que a conexão começa. 
Gael O'Connor tem o mesmo sobrenome do guerreiro Lorcan, o mesmo tipo físíco, o mesmo rosto, exceto pela cor dos olhos, e Briana não consegue entender o que esta acontecendo, mas uma coisa é certa a paixão que sente por Lorcan é a mesma que sente por Gael. A cada sonho ela tem contato com um pouco mais da história de Lorcan e da princesa e durante uma viagem a trabalho até a Irlanda as peças desse quebra cabeça vão se encaixando, o romance e a paixão vão crescendo e muito tem que ser explicado. 
A escrita é envolvente, os personagens apaixonantes e o fim surpreendente. Eu ri muito, chorei, suspirei, senti raiva e muito amor, todos os sentimentos que somente um ótimo livro é capaz de proporcionar. 



Esplendor da Honra, um guerreiro fascinante, uma dama indefesa e um sentimento arrebatador. Somente essa frase já foi o bastante para eu querer muito ler. Mas a leitura vai além. 
O guerreiro é o Barão Duncan de Wexton, conhecido como O lobo. A dama indefesa é Lady Madalyne irmã do cruel Barão Louddon  que após decretar uma trégua com Duncan o aprisiona e o deixa semi nu no gelo para morrer lentamente. O que Louddon não imaginava é que sua irmã submissa agiria contra ele para salvar o pobre homem fadado a morrer congelado. 
Madalyne consegue soltar Duncan e o leva para dentro da igreja para que ele se vesta e fuja das propriedades do irmão traidor. Na tentativa de aquecer Duncan, Madalyne apoia os pés congelados do rapaz diretamente em sua pele, abaixo do vestido, o que para a época era totalmente inadequado, a trama toda se passa na Inglaterra em 1099. 
Após se recompor Duncan pega Madalyne pelas mãos e a leva para fora, justamente no momento em que seus homens estão invadindo a fortaleza de Louddon. Após uma batalha sangrenta, Duncan a leva como sua prisioneira, como maneira de retaliar um grande mal que Louddon fez a sua irmã mais nova. Ele não sabia que Madalyne sofria e muito nas mãos do irmão, e que ir como prisioneira de um homem de honra como Duncan não seria um pesar. 
Durante todo o período em que é "prisioneira" Madalyne cresce como pessoa, e passa a se descobrir como uma mulher forte, determinada e altruísta. Duncan o grande guerreiro e senhor, encontra seu lado amoroso, fraterno e apaixonado. 
O lar de Duncan passa a ser o lar de Madalyne, que convive com os irmãos do rapaz e seus criados, como se convivesse com sua própria família. 
Mas Louddon não deixa isso barato, e dentre suas artimanhas, envolve o Rei da Inglaterra neste impasse, pedindo que a irmã seja devolvida a ele. 
Para impedir que Madalyne volte as garras do irmão, Duncan se casa com ela, e a trama fica ainda mais intensa. Muitas coisas precisam sem resolvidas e entendidas, laços se estreitam, e além do romance as intrigas passam a tomar conta. 
Não dá para falar mais sem acabar entregando um pouco, então paro por aqui, mas garanto o livro é MARAVILHOSO, e quando termina deixa aquela sensação de quero mais, e muito mais. 



À procura de alguém é um livro curto porém capaz de mexer com muitos sentimentos. Kate, 28 anos, sócia da empresa de relacionamentos Kinnections, é especialista em encontrar almas gêmeas, só não consegue fazer a magina na própria vida. 
Além do talento profissional que possui para os negócios, Kate carrega um dom de família, ao tocar em casais predestinados ao amor, ela sente a conexão, o que garante finais felizes. 
É neste contexto que ela conhece Slade Montgomery, advogado especialista em divórcios, totalmente cético ao amor, que procura a empresa com o intuito de desmascarar uma possível fraude, pois sua irmã mais nova, largou tudo para ir em busca de sua alma gêmea e viver a vida sem a proteção extrema de Slade. A única maneira que ele encontrou de ver tudo de perto, proteger a irmã e ainda desmascarar a empresa, foi se inscrevendo no programa para encontrar uma parceira. Kate é a responsável em encontrar alguém que se encaixe em todos os requisitos do homem lindo, forte, sexy e avesso ao amor Slade. 
Só que o dom de Kate mostra que o que ele procura é ela, a conexão é intensa e a tensão sexual arrebatadora, mas ela não acredita que justo ele seja sua alma gêmea e sim que algo tenha dado errado.
O envolvimento e a entrega dos dois é muito forte, mas ambos tem muito o que vencer, e evoluir para entender o que precisa ser feito, e qual caminho deve ser tomado. E durante tudo isso lembrar de respirar é algo que passa longe da cabeça do leitor. 

É isso, três romances distintos porém MUITO ENVOLVENTES. Espero que tenham gostado e acima de tudo que queiram embarcar nessas histórias deliciosas. 

Até mais 

Ana Mel 






"Dicas do Fê" - O dia do Curinga e O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares

Olá Pessoal


Meu amigo livreiro de longa data Felipe, me indicou dois livros que amei. O dia do Curinga do mesmo autor que O mundo de Sofia, que li na adolescência e amei, e O Orfanato da Srta. Peregrine que confesso estava receosa em ler pois assisti ao filme e não gostei muito. Enfim, resolvi aceitar as indicações de quem sabe sobre meus gostos literários e aqui seguem as resenhas.


O Dia do Curinga- Jostein Gaarder (editora Seguinte)

Quem leu O Mundo de Sofia sabe a capacidade que o autor tem de prender a atenção em mistérios filosóficos, e com O Dia do Curinga não é diferente. A leitura é repleta de mistério do tipo que faz o leitor parar e pensar sobre as inúmeras possibilidades para explicar os acontecimentos do livro, até se surpreender no final.
O livro tem como personagem principal um garoto norueguês, Hans-Thomas, criado pelo pai que carrega o sangue alemão fruto de um romance proibido em período de guerra. A mãe do garoto o deixou ainda pequeno em busca de sua verdadeira identidade, queria mais do que a vida na Noruega pudesse lhe proporcionar.
A vida de Hans e seu pai era cercada de muita filosofia e pensamentos que podemos classificar como "fora da caixinha" cheia de argumentações e suposições no mínimo interessantes e inteligentes. 
A busca constante por notícias da mãe levou a uma importante pista, através de uma foto de revista, descobriram seu paradeiro, ela havia se tornado modelo em Atenas, o berço da filosofia. 
Ambos saem em uma viagem de carro a procura da jovem e bela modelo, com a esperança que ela tenha se "encontrado" e aceite voltar para casa. 
A viagem é repleta de mistério a cada cidade que passam. Tudo começa com um anão que entrega a Hans uma lupa, alegando que será de muita serventia no futuro. O anão de comportamento peculiar é quem informa sobre o caminho que devem seguir até a próxima cidade, onde mais uma peça entra no jogo. Caminhando pela cidade em que está hospedado para descansar da viagem, Hans para em frente a uma padaria, e um aquário com um peixinho de cores magníficas lhe chama atenção. Ao entrar na padaria Hans conhece um padeiro que de imediato se interessa pela história do garoto e lhe oferece pães doces de cortesia. Como instrução disse que um dos pães só poderia ser comido quando estivesse sozinho e deveria permanecer em segredo. Quando teve a oportunidade de ficar sozinho e saborear o misterioso pão doce Hans percebe que dentro do pão há um pequeno livro, escrito com letras minúsculas, e descobre enfim a serventia  para a  lupa que ganhou do anão, e começa  descobrir os segredos guardados no pequeno livro.
O livro traz uma história muito interessante, que passa a ter padrões que trazem muitas respostas a Hans e junto com essas respostas inúmeras perguntas também. O livrinho narra a história de 3 gerações de padeiros, guardiões dos peixinhos colorido. Envolve ainda um jogo de baralho intrigante e uma bebida púrpura especial. 
A medida que segue com a viagem e vai descobrindo coisas novas em seu livrinho algumas cartas desse jogo vão se encaixando e dando sentido a história. 
O desenrolar é muito interessante e é impossível largar o livro, pois a busca do entendimento dos mistérios prende o leitor do começo ao fim. 
Uma leitura muito inteligente e rica. 


O orfanato da Srta. Peregrine para crianças Peculiares (Ransom Riggs- Editora Leya) me surpreendeu e me fez perder um certo preconceito adquirido ao assistir o filme.
Uma narrativa repleta de suspense e mistérios, com personagens realmente peculiares .
Jacob um rapaz de 16 anos que se sente descolado, vive em uma família rica, e tem como figura importante seu avô paterno que sempre lhe contou histórias do lugar onde viveu, um orfanato no País de Gales. Na infância os relatos do avô prendiam cada vez mais sua atenção, pois haviam crianças diferentes, com certos "poderes", como flutuar, invisibilidade, força "sobrenatural", mulher que virava uma ave entre outras. Mas com a idade avançando as histórias do avô e até mesmo as fotos que este lhe mostrava não passam de contos para entreter criancinhas. 
Mas um trágico acontecimento envolvendo seu avô leva Jacob a procura de respostas importantes, e após uma fase difícil, consegue convencer a família que precisa fazer uma viagem ao local das histórias de seu avô e assim superar seus grandes traumas. 
Chegando na pequena ilha Jacob procura o orfanato das histórias e descobre que o mesmo foi destruído durante a guerra, e todas as crianças haviam morrido, o que não condiz com as datas das correspondências e fotografias que o avô sempre lhe mostrou. Aí se incia uma grande jornada, revelando muitos dos mistérios que sempre cercaram Jacob e dando lugar a outros problemas e novas descobertas. 
Jacob descobre que há uma passagem que leva a um cenário onde a construção do orfanato está intacta e lá habitam as crianças que ele conhece através das historia que sempre ouviu. Essa passagem é uma fenda no tempo, onde guarda a salvo por muitos anos todos que ali estão e a cada final do dia essa fenda é reiniciada voltando ao dia anterior. Assim as crianças não envelhecem e vivem em segurança. 
Ao passar pela fenda Jacob descobre outros segredos de seu avô, e se descobre também. 
Mas os perigos existem. Criaturas abomináveis que caçam peculiares descobrem o paradeiro da fenda, e uma nova jornada de autoconhecimento e muita força se inicia. 
Além de todo o mistério e revelações surpreendentes, há romance, laços de amizade, companheirismo e lealdade, tudo em busca da sobrevivência e de descobrir seu verdadeiro lugar no mundo. 

Ambas as leituras valem muito a pena. 
Espero que tenham gostado.

Até mais ,

Ana Mel 

"Te conto um conto" - Ana Mel



"Não sei o que estou fazendo aqui, sinceramente não sei. Devia estar louca quando concordei com a Renata de participar do encontro anual de alunos do colégio em que estudei minha vida inteira, onde vivi péssimos anos e ganhei alguns traumas. Mas aqui estou eu, no canto como sempre, vendo a festa acontecer. 
Não importa quanto tempo se passe, algumas coisas não mudam mesmo. Nunca fui popular, na verdade longe disso. Era a típica adolescente nerd, de aparelho, óculos, que sentava na primeira carteira da primeira fileira, que só tirava ótimas notas e com um futuro brilhante pela frente. Em muitos cenários isso não seria a formula para o fracasso, mas estamos falando de ambiente escolar, onde ter um futuro brilhante é o mesmo que ter verrugas verdes prontas para estourar a qualquer momento. Tirando pela Re, minha melhor amiga desde que me conheço por gente, não tenho nada de bom desta época.
E mesmo com essa descrição medonha do que foram meus "anos dourados" decidi acompanhar a Re e mostrar para todos que eu venci, não uso mais aparelhos, descobri as lentes de contatos e sim consegui o meu futuro brilhante. 
Só que ao passar pela porta da festa devo ter sido tomada pelo fantasma de anos passados, porque embora eu saiba que mudei e muito, acho que a imagem que as pessoas vêem ainda é da menina abridor de garrafas quatro olhos. Que raiva!!! 
Vou matar a Re quando isso tudo acabar. 
- Oi tudo bem? te vi entrar, mas acho que não quer muito papo né, porque não saiu desse canto ainda.
Caramba, não é que pode piorar ainda mais. Ta na cara que ele não me reconheceu. Lucas o cara mais lindo que já vi na minha vida, que na adolescência já era maravilhoso e que agora é a personificação de Adonis. Fui apaixonada por ele nada mais que 4 anos da minha vida, e ele, nunca me notou, o que eu até agradecia na verdade, preferia sonhar com um amor platônico do que ser o alvo de piadas do carinha que tinha roubado meu coração. Então vamos lá respira...
-Oi tudo bem e você? 
-Tudo ótimo, sou Lucas. Não me lembro de você. 
-Que bom! - ai caramba não acredito que disse isso, ainda bem que ele sorriu. - Quero dizer, que bom que podemos nos conhecer melhor agora né 
-Claro, para isso esses encontros servem na verdade, conhecer pessoas que passaram por nossas vidas em períodos que eramos idiotas demais para notar 
-Você não era idiota. Ícone da escola, capitão do time, com todas as musas nos seus pés, acho que foi um período bem interessante para você na verdade!
-Quer dizer que você me conhece então, e ainda não me disse eu nome
- É verdade desculpa! Sou a Laura 
-Prazer em te conhecer Laura
Acredite, o prazer é todo meu. Achei que na vida adulta ruborizar estava fora de questão mas acabo de constatar que não. Sinto como se meu rosto fosse entrar em combustão instantânea a qualquer momento, e agradeço pela meia luz do salão porque caso contrário seria obrigada a sair correndo e assinar o atestado de ridícula que tenho certeza que esqueci em algum lugar. 
-Então Lucas, o que você fez nesses dez longos anos?
-Nossa, falando assim eu me sinto um velho. 
E nesse momento ele sorriu, e não foi um sorriso qualquer, foi O SORRISO! Aquele com dentes lindos e perfeitos, com olhos azuis e cílios longos que sorriem também, e que como resultado desse movimento facial estonteante, surgem covinhas nas bochechas. Exatamente a cena que me perseguiu por uma vida, e que agora fez reviver a revoada de borboletas que estavam adormecidas no meu estômago. 
- Na verdade sinto como se não tivesse passado tanto tempo assim Laura. Mas eu fui para a faculdade, cursei engenharia, morei fora por 3 anos, mas resolvi voltar porque sentia que algo muito importante teria que acontecer ainda e aqui no Brasil. Coisa de louco né ?
-Não, na verdade acho muito interessante isso, mostra sua preocupação em resolver sua vida, e de alguma maneira os assuntos pendentes, sei lá.
-Vai me dizer que você é psicóloga?- minha vez de sorrir, ou melhor acho que cheguei a gargalhar. 
-Não, na verdade sou médica, residente. Mas sempre ma fascinou a psicologia. Gosto de ler muito sobre isso, tentar entender os comportamentos. Mas fiz medicina, como meus pais. 
-Humm, você fez o que os seus pais queriam então?
-Não, eu amo o que faço, mas era esperado que eu desse continuidade ao legado da família.
-E você é feliz ? Dando continuidade ao legado da família?
-Sou, sou feliz sim, muito feliz! -Tomara que meu rosto esteja concordando comigo!
-Não me convenceu muito Laura, mas vamos deixar esse assunto pesado de perfil vocacional para outra hora. Quer dançar um pouco?
Dançar? Espera, Lucas quer dançar comigo? sério ? Como se meu corpo tivesse uma vida independente eu acenei afirmativamente e em questão de milésimos de segundos estava a caminho da pista de dança com minha mão entrelaçada a dele. 
É claro que o universo conspira nesse momento, e a música é lenta, do tipo, rostos colados, corpo juntinho e mãos na minha cintura. Só espero que ele não consiga ouvir meus batimentos cardíacos, pois tenho a impressão que meu coração bate na boca, como uma bateria de escola de samba. 
Já que estou aqui vou aproveitar o momento. Sempre sonhei com isso, sentir o perfume dele, ter meu corpo próximo, sentir a respiração na minha pele. E aqui estou eu, e as sensações são ainda mais magnificas do que eu sequer sonhei um dia. 
Recapitulando, tenho que beijar a Re por ter me convencido a vir. 
Sei que uma música tem em torno de 4 minutos mas para mim o tempo passou tão lentamente que quando acabou eu ainda estava perdida no movimento e só voltei a mim quando ouvi o som do alto falante anunciando que o Rei e a Rainha da festa iriam ser coroados naquele momento. 
Nossa, serio que existe isso ainda? Rei e Rainha da festa, que coisa mais ridícula.
- E os escolhidos deste ano são Lucas Vasconcelos e Laura Bittencourt. Aplausos para o casal
O salão rompeu em aplausos calorosos, o holofote estava focado em nós que ainda estávamos de mãos dadas, dois professores que me lembro muito bem, colocam as coroas em nossas cabeças e pedacinhos de papel laminado são lançados, tornando a cena digna de baile de formatura. Eu não acredito que esta acontecendo isso. 
Encontrei um olhar bem familiar e que estava marejado. Renata minha melhor amiga e confidente mee lançou uma piscada, dando saltinhos e batendo palmas, como se estivesse muito orgulhosa de mim. Tenho uma leve impressão que tem um pouco das mãos dela nisso tudo, mas vou aproveitar, porque sem dúvida foi um sonho de adolescente por muito tempo, e antes tarde do que nunca vou viver isso. 
- Agora o casal vai dançar a música de coroação. Venham para o centro Rei e Rainha.
Lucas apertou minha mão e me fez voltar para a realidade, e diga-se de passagem estava tão boa quanto o sonho. Olhei para os seus lindos olhos azuis e me perdi ainda mais. 
-Vamos dançar minha rainha?
-Claro meu Rei 
Caminhamos até o centro do salão e começamos a dançar, e foi ainda mais maravilhoso. Senti os lábios de Lucas na minha orelha e um arrepio tomou conta de toda minha pele. 
-Quando tudo isso acabar, você gostaria de tomar alguma coisa? Sei lá sair um pouco, o que acha?
Ele está me chamando para sair ? é isso mesmo? 
-Claro porque não, eu adoraria. 
-Adorei te rever Laura.
-Me rever, hahaha, você nem lembrava de mim! 
-Na verdade eu lembrava sim, mas como você sempre preferiu se esconder, achei melhor começarmos do zero. Mas na verdade eu sempre quis te conhecer, mas você era tão na sua. E como disse, na adolescência somos tão idiotas que deixamos oportunidades passar. Ainda bem que estamos em tempo de corrigir né ?!
-Esta me dizendo que você queria me conhecer quando eu era a Laura quatro olhos abridor de garrafas?
-Não, eu quero dizer que eu sempre quis conhecer a Laura, garota inteligente, que vivia escondida com medo que alguém enxergasse toda a sua beleza. Essa Laura sempre me atraiu. 
-E porque você não tentou me conhecer?
-Eu tentei, várias vezes, mas você fugia de mim. Quando eu me aproximava você jogava os cabelos no rosto, e dava um jeito de sair rapidinho. Sempre achei que você não ia muito com a minha cara.
Fala sério, quer dizer que o rapaz dono do meu coração por anos, queria me conhecer e EU o afastava? Olhei no fundo dos olhos de Lucas, com toda a confiança que estava escondida em algum lugar, junto com a garota que fui no passado, respirei fundo e disse;
-Prazer Lucas Vasconcelos, sou a Laura Bittencourt a garota que sempre quis te conhecer
-Prazer Laura, até que enfim você veio. 
Nossos olhos estavam em sintonia, até as piscadas pareciam harmoniosas, a respiração estava acelerada, senti minhas mãos molhadas e frias. Nossos corpos foram se aproximando cada vez mais.
-Laura, acho que já perdemos um bom tempo com as inseguranças, e não estou afim de deixar mais nada passar, te assustaria muito se eu pedisse um beijo?
-Na verdade Lucas, me assustaria se você não pedisse.
É possível uma garota de 28 anos que já beijou antes, viver seu primeiro e tão sonhado beijo? É sim, e posso dizer com toda a certeza, valeu muito a pena esperar por dez anos. "

Ana Mel 











Do que são feitas as estrelas ?

Olá Pessoal 

Hoje a resenha será de um livro que me emocionou, que apresenta uma escrita muito rica no que diz respeito a vocabulário e expressões, e com personagens fortes e envolventes. 
Do que são feitas as estrelas? é um livro nacional escrito pela autora Jana Meilman e está disponível em  Ebook na Amazon. Um aspecto muito interessante é que possui trilha sonora no Spotify, que além de ser de muito bom gosto, embala a leitura e transmite o sentimento a cada passagem. 
O livro é repleto de superações em busca de objetivos e sonhos, onde três garotas Maria Luiza (Malu), Maria Sophia e Lauren Mary, compartilham de um grande sonho  que as aproximam, estudar na Watson School  em Nova York, a melhor referencia em Artes Cênicas, com fama em transformar seus alunos em grandes estrelas. 
Malu é brasileira, filha de uma americana que foi para o Brasil trabalhar com assuntos humanitários em uma ONG, e um brasileiro muito engajado pela causa também. Precisou trabalhar muito, superou muitas dificuldades para conseguir a tão esperada vaga. 
Maria Sophia, mexicana, filha de empresários, precisou enfrentar sua família, que já havia passado por uma situação traumática pela perda de seu irmão gêmeo, e não aceitava suas escolhas. 
Lauren Mary, irlandesa, perdeu seu pai em um acidente e precisou seguir seu caminho cedo em busca de seus objetivos. Deixou sua mãe e irmão caçula e viajou pelo mundo trabalhando como modelo até chegar o momento certo de tentar e conseguir entrar na Watson. 
E é compartilhando do mesmo sonho que os caminhos delas se cruzam, e um forte laço que vai além da amizade é formado. Juntas passam por momentos de descobertas, desvendando grandes segredos, e superando as perdas e dificuldades que a vida apresenta. 
A história mostra que viver um sonho é possível, mas superar os obstáculos também faz parte de seguir com o sonho. 
Malu, Sophia e Laren são fortes e determinadas. Possuem personalidades diferentes e consequentemente posturas diferentes, mas cada uma contribui com algo para o amadurecimento que precisam para seguirem em frente. 
Uma grande tragédia marca ainda mais essa amizade, e mesmo a história toda sendo baseada por grandes lições é nesse momento que o leitor é tomado de um forte sentimento. 
Do que são feitas as estrelas? mostra ao leitor de forma simples, através de situações que fazem parte da vida, a importância de amizades, família, amor, enxergar cada dia como uma grande oportunidade, dar valor a cada detalhe e sempre seguir em frente, nunca desistir, independente das dificuldades e dos "tombos" que a vida nos der. 
O livro mostra que as estrelas surgem após um grande trauma, e a mesma força que tenta destruir uma estrela é a força que faz com que ela permaneça brilhando cada vez mais no céu. 
Mesmo sendo um livro relativamente curto a intensidade é grande. É possível conhecer muito bem cada personagem e se identificar com eles. Sentir todo os sentimentos de conquistas, amor, alegrias, tristezas, medos, desespero, frustração. Sentimentos que vivemos na vida real, e que muitas vezes nos definem e nos fazem determinar o caminho que iremos seguir. 
Uma narrativa que tenho certeza, servirá de grande aprendizado para muitas pessoas. 
Como em toda resenha, segue somente um gostinho para que a vontade de ler seja forte, espero que tenham gostado.
Sigam meu Ig @na_janela_da_jane, logo farei um sorteio do ebook. 

Até mais, 

Ana Mel 

Romance em San Marino - Lídia Rayanne

Olá  pessoal 

O que dizer de Romance em San Marino? Primeiramente, romance nacional, escrito por Lidia Rayane a quem devoto nesse momento uma mesura. 
A história se passa em San Marino uma pequena república livre meio ás guerras napoleônicas. 
Angela Olivério, uma jovem com personalidade forte, decidida, inteligente e com postura nada convencional para as moças da época. Filha de um Guarda da Roca, vive uma vida simples, e a maior preocupação de seu pai é que Angela se case, afinal já está com idade relativamente avançada para pretendentes, além de amedrontar os homens por sua personalidade.
Garota de beleza comum, cabelos escuros, olhos castanhos, vestes simples e nada de vaidade, porém fascinante, com idéias políticas fortes, consistentes e inovadoras, algo que não era apreciado e muito menos respeitado em uma mulher. 
Marco Casali, jovem lindo, de família importante na política, rico, convencido, que busca impressionar seu pai, embora tenha nascido para governar ainda falta muito para que consiga, há muito o que aprender. Apaixonado e prometido á jovem Alessa, que é a personificação da beleza estonteante e delicadeza, a quem Marco não vê  a hora de tornar sua noiva. 
Durante uma discussão pública, Marco escuta Angela, uma mulher que ousa falar em público, expor sua opinião e ainda por cima corrigir um homem na frente de todos, e uma certa curiosidade sobre a garota peculiar o atinge.
Marco em sua busca incessante de se tornar alguém digno do respeito de seu pai, decide que precisa da ajuda de alguém que lhe ensine sobre a história de San Marino, sobre política e o que deve ser feito, afim de o tornar um homem com idéias politicas fortes para a República em que vivem, e essa pessoa é Angela Olivério, uma mulher com todas as características que procura em um tutor. 
A proposta é feita, e meio a preocupação do pai de Angela quanto á reputação da filha mas sabendo que essa oportunidade pode ser importante para ela, aceita. Marco promete que em troca das aulas conseguirá para Angela uma reunião com os Capitães Regentes para que exponha suas idéias de melhorias para San Marino. 
No desenrolar que as coisas acontecem, o que me fascinou é ver a cada capítulo o amadurecimento de Marco, deixando de ser aquele garoto convencido para dar lugar a um homem com princípios e ideais. 
Angela descobre uma grande amizade que aos poucos se torna um sentimento mais forte, mas como alguém como ela, simples, sem nenhum grande atrativo pode se comparar com a musa de Marcos a senhorita Alessa ? 
Mas o coração reserva surpresas, e a moça simples mas inteligente vai ganhando espaço no coração do rapaz que passa a pensar no amor, não só na veneração pela imagem de alguém, mas algo mais forte e profundo. E assim o amor entre eles acontece. 
Meio a essas descobertas há intrigas, mistérios e terão que lutar contra muitas coisas para esse romance possa sobreviver. 
Me apaixonei por Marco e Angela, mas me encantei também por casais "secundários" como Nelita e Pietro, e ri muito com eles. Antonio, o irmão caçula de Angela conquistou meu coração também.
O livro é de escrita cativante, inteligente, engraçada, misteriosa e com um romance delicioso.
Agora o que me deixou louca é CADE O LIVRO 2? 
Romance em San Marino é o livro 1, e vou dizer, por ser um romance com muito conteúdo, sei que muita água vai rolar por baixo dessa ponte, e esse gostinho de quero mais me fascina. 
A trama possui muitos personagens intrigantes com muitos mistérios particulares o que faz o leitor querer descobrir o que virá depois.
Com certeza um livro nacional surpreendente! Vale a pena ler.
Espero que gostem. Está disponível pela Amazon. 
Até mais 

Ana Mel 


Coração Perverso - Leisa Rayven

Olá pessoal 

Quem leu Meu Romeu e Minha Julieta sabe que Leisa é especialista em romance intenso. Confesso que estava com receio de ler esse livro, pois AMEI a história de Ethan Holt e Cassie e não queria me decepcionar com a de Elissa. 
Demorei para criar coragem mas vou dizer, não me arrependi de nada. 
A história pode parecer até previsível, nos mesmos moldes de Meu Romeu e Minha Julieta, pois um casal que se conhece ainda jovens, vivem por alguns anos separados e se reencontram para resolver esse romance. Mas a intensidade da história é muito forte e cativante, mesmo sabendo o que espera no final, o desenrolar causa tensão, ansiedade, e todos os tipos de sensações que um belo romance hot é capaz de causar. 
Elissa Holt, uma jovem de 19 anos, diretora de palco, segue a risca uma regra própria, não se relacionar com atores. Essa regra foi feita após 3 namorados atores que a deixaram para ficar com as atrizes das peças que trabalhavam. 
Liam Quinn, lindo, cativante, sexy, por quem Elissa no primeiro encontro já sentiu um desejo arrebatador, e o melhor era totalmente mútuo. 
Liam ainda no primeiro encontro, diz a Elissa que trabalha na construção civil, o que o faz ganhar um grande ponto com a garota. Mas uma segunda regra impede que se entreguem á tensão sexual que sentem somente pela proximidade, Elissa nunca dorme com alguém no primeiro encontro. 
Mas o segundo encontro pode levar tudo para outro rumo. 
Liam se inscreve para interpretar Romeu em um peça de teatro, no qual Elissa trabalha. Ele tem talento além de ser lindo, e é claro é promovido de profissional da construção civil para ATOR, o que o torna proibido para Elissa. 
O sentimento entre eles vai crescendo, e Liam promete que assim que a peça acabar ele tomara Elissa em seus braços, e assim a tensão e o desejo vai crescendo cada vez mais. A rendição ao sentimento é realmente de tirar o fôlego.
A peça é um sucesso o que rende a Liam um contrato em LA. Mesmo que não assumam um relacionamento de verdade e tudo o que sentem um pelo outro em sua magnitude, seguem se comunicando e aos poucos se entregando cada vez mais mesmo á distância, até chegar o momento de dizer o famoso Eu te amo. 
Mas a reviravolta acontece e é de doer. 
Liam o mais novo mocinho lindo e famoso, assume um relacionamento com a atriz mais sexy  do momento, Angel. 
O mundo de Elissa desmorona, pois mais uma vez foi trocada, só que agora por alguém que realmente amava. 
Seis anos se passam até que o destino os coloque frente a frente novamente. Elissa será a diretora de palco de uma peça que terá como protagonistas, Liam e Angel o casal do momento. 
Somente Josh, o melhor amigo de Elissa, sabe do envolvimento que tiveram no passado, e esse reencontro mexe com os dois, trazendo a tona sentimentos ha muito tempo escondidos. 
Os ensaios e encontros profissionais vão se tornando cada vez mais dolorosos. Elissa se afeiçoa a Angel e descobre que ela é uma garota legal e especial, e Liam aos poucos se aproxima cada vez mais e  o que antes era uma pequena labareda escondida entre galhos, volta a ser uma grande chama, avassaladora. Mas Elissa sabe que não pode dar chance dessa chama a consumir, há muito mais em jogo agora. 
Mas o "conto de fadas" Liam e Angel começa a ser abalado por alguns acontecimentos, e algo muito importante é descoberto, algo que pode mudar o rumo dessa história. Só que os caminhos serão difíceis, e para viver esse amor terão que transpor diversas barreiras. 
Grandes segredos, descobertas surpreendentes, amizades, amores, tudo isso é possível encontrar nesse livro. E valeu muito a pena .
Amei do começo ao fim, impossível não se apaixonar pelo Liam e toda a sua história. 
Pronto é isso, somente o famoso gostinho do livro que gosto de dar nas minhas resenhas. Espero que gostem. 

Até mais 

Ana Mel 

Amor pela Austen

Na Janela da Jane